Definição de Teologia Sistemática

É o estudo metodológico da Bíblia que analisa a Escritura Sagrada como uma completa revelação, em distinção das disciplinas de Teologia do Antigo Testamento, Teologia do Novo Testamento e Teologia Bíblica, as quais se aproximam das Escrituras como uma revelação progressiva. Deste modo, o teólogo sistemático analisa as Escrituras como uma revelação completa, buscando entender holisticamente o plano, propósito e a intenção didática da mente divina revelada na Sagrada Escritura, e organizar este plano, propósito e intenção didática de modo ordenado e apresentação coerente como artigos da fé cristã.

 

“Teologia é a ciência de Deus e das relações entre Deus e o universo”. (Strong)

 

“Teologia é o estudo de Deus e de todas as suas obras”. (Gruden)

 

“Teologia não é somente "a ciência de Deus" nem mesmo " a ciência de Deus e do homem". Ela também dá conta das relações entre Deus e o universo”. ( Hodge)

 

A teologia trata, não só de Deus, mas das relações entre Deus e o universo, motivo porque falamos da Criação, da Providência e da Redenção.

 

Deus é conhecido através das suas obras e das suas atividades. Por isso a teologia dá conta destas atividades na medida que elas acompanham o nosso conhecimento. Todas as outras ciências exigem a teologia para sua explicação completa.

 

O estudo da doutrina é conhecido como teologia. A palavra doutrina significa ensino ou instrução. A doutrina Cristã pode definir-se assim: as verdades fundamentais da Bíblia dispostas em forma sistemática.

 

Este estudo chama-se comumente: teologia, ou seja, "um tratado ou discurso racional acerca de Deus”.

 

A teologia ou a doutrina assim se descreve: a ciência que trata do nosso conhecimento de Deus e das suas revelações para com o homem.

A teologia é chamada de ciência porque consiste em fatos relacionados com Deus e com as coisas de ordem divina, apresentadas de maneira lógica e ordenada.

 

Fazendo uma conexão entre teologia e religião teremos: Religião vem da palavra latina "ligare" que significa "ligar"; religião representa as atividades que "ligam" o homem a Deus numa determinada relação. Assim a religião é a prática, enquanto a teologia é o conhecimento. A religião e a teologia devem coexistir na verdadeira experiência cristã, porém, na prática, às vezes, se acham distanciadas, de tal maneira que é possível ser teólogo sem ser verdadeiramente religioso, e por outro lado, a pessoa pode ser verdadeiramente religiosa sem possuir um conhecimento sistemático doutrinário.

 

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” - é a mensagem de Deus ao homem espiritual.

 

O alvo da teologia é a certificação dos fatos que dizem respeito a Deus e às relações entre Deus e o universo, e a apresentação de tais fatos em sua unidade racional como partes conexas de um formulado e orgânico sistema de verdade.

 

Comumente a teologia se divide em Bíblica, Histórica e Sistemática.

 

A teologia Bíblica tem como alvo ordenar e classificar os fatos da revelação limitando-se às Escrituras quanto ao seu material e tratando a doutrina só na medida em que ela se desenvolveu até o fim da era apostólica.

 

A teologia Histórica traça o desenvolvimento das doutrinas bíblicas desde o tempo dos apóstolos até os nossos dias e dá conta dos resultados deste desenvolvimento na vida da Igreja.

 

A teologia Sistemática toma o material fornecido pelas teologias Bíblicas e Históricas e, com esse material, busca edificar um todo orgânico e consistente do nosso conhecimento de Deus e de suas relações com o universo, quer este conhecimento seja originariamente derivado da natureza, quer das Escrituras.

 

“Teologia sistemática é qualquer estudo que responda à pergunta “O que a totalidade da Bíblia nos diz hoje?” a respeito de um tópico específico”. (J. Frame).

 

Essa definição indica que a teologia sistemática envolve a coleta e o entendimento de todas as passagens relevantes da Escritura sobre vários tópicos, assim como o resumo de seus ensinos, de forma que saibamos em que crer sobre cada tópico. Não examina cada livro da Bíblia separadamente, mas procura juntar em um todo coerente o que a Escritura afirma sobre dado tópico, tal como o pecado do homem.

 

A ênfase da Teologia sistemática é sobre o que Deus quer que creiamos e saibamos.

 

A Teologia Sistemática concentra-se no resumo de cada doutrina como ela deve ser entendida pelos cristãos do tempo presente. Às vezes isso envolve o uso de termos e até de conceitos que não foram em si mesmo usados pelos autores individuais da Bíblia, mas que são resultado apropriado da combinação de ensinos de dois ou mais autores bíblicos sobre um assunto específico. Os termos Trindade, encarnação e divindade de Cristo, por exemplo, não são encontrados na Bíblia, mas eles sumarizam de maneira útil os conceitos bíblicos.

 

OBS.:  todo o material postado relacionado a teologia sistemática tem como fonte de pesquisa principal o livro: ; Teologia Sistemática de Wayne Grudem, Edições Vida Nova; São Paulo. (recomendo)