Violência religiosa deixa quatro mortos na Nigéria

08-02-2011 20:39

Confrontos entre cristãos e muçulmanos deixaram quatro mortos na região central da Nigéria. Cinco mesquitas e 50 casas foram incendiadas durante o tumulto, iniciado na noite de ontem. "Os confrontos começaram por causa de uma briga em um jogo de bilhar", disse Abdulkadir Mohame Indabawa, um porta-voz da polícia. Separadamente, membros da seita muçulmana radical Boko Haram mataram um policial que fazia a segurança de um local para registro de eleitores no nordeste do país.

Hoje, a polícia paramilitar patrulhava as ruas da cidade de Tafawa Balewa, onde começaram os confrontos. Os episódios de violência ocorrem antes das eleições, marcadas para abril. Muitos temem que o pleito possa dar início a novas tensões étnicas e religiosas, num país que se transformou numa democracia apenas uma década atrás.

O presidente da Nigéria, o cristão Goodluck Jonathan, busca se manter no poder. Ele era vice-presidente e assumiu a liderança em maio do ano passado, após a morte do muçulmano Umaru Musa Yar''Adua. As informações são da Associated Press

 

Agência Estado.