UM DIA DIFERENTE

19-04-2011 18:32

“E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dentre os mortos, e em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações”

(Lucas 24:46-47)

O capítulo 20 do Evangelho de João marca uma nova era: Cristo ressuscitou. No dia chamado “no dia seguinte ao sábado” (Levítico 23:11) é agora “o primeiro dia da semana”. o Senhor Jesus já não é mais o crucificado, mas o que venceu a morte, o Homem ressurreto.

Nesse mesmo dia, no túmulo, encontrou uma mulher que chorava, Maria Madalena, chamou-a pelo nome, consolou-a e lhe confiou uma mensagem que transbordava esperança.

Dois discípulos se afastaram de Jerusalém, cheios de tristeza, e foram para uma aldeia chamada Emaús. O Senhor Jesus Se aproximou e falou com eles. Mais tarde, eles disseram: “Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?” (Lucas 24:32).

Na tarde daquele mesmo dia, os discípulos estavam reunidos em um lugar cujas portas tinham sido cuidadosamente trancadas. “Chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco. E, dizendo isto, mostrou-lhes as suas mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo o Senhor” (João 20:12-20). O Senhor Jesus lhes trouxe a paz, paz que fizera “pelo sangue da sua cruz” (Colossenses 1:20).

Ainda naquele dia, o Senhor encontrou Pedro (Lucas 24:34), encontro que permaneceu secreto entre o Mestre e Seu discípulo.

Esse realmente foi um dia diferente! E outros dias diferentes estão por vir: o do arrebatamento da Igreja, o da vitória final do Senhor sobre os Seus inimigos, etc. Nós não pudemos presenciar o dia da ressurreição, mas poderemos presenciar os outros!

Notas:

Extraído do devocional BOA SEMENTE