Satisfação

05-04-2011 21:00

Um poeta escreveu certa vez: “Em via de regra, o homem é um tolo. Quando o tempo está quente, ele quer que faça frio. Quando está frio, ele deseja que faça calor. Sempre querendo o que não é.” Que criteriosa observação sobre a natureza humana. Quando lemos em Filipenses 4:11 “porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação” nos perguntamos, será possível?

Para Paulo, era. Filipenses 4:12-13 descreve a reação de Paulo à vida: “De tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece.” O relacionamento de Paulo com Deus preenchia o lugar do que quer que possuísse ou deixasse de possuir. Seu contentamento não estava baseado em suas circunstâncias, mas em seu relacionamento com Cristo.

Paulo nos lembra que a satisfação não acontece de repente. É algo que aprendemos. À medida que o nosso relacionamento com Deus se desenvolve com o tempo e com as experiências, aprendemos a confiar mais em Deus, e menos em nós mesmos. Paulo sabia que Cristo lhe daria forças para perseverar em qualquer situação com que se deparasse (v.13).

Não importa o que você esteja enfrentando no dia de hoje, através da oração você poderá receber a força para contentar-se.

Encontramos satisfação no mesmo lugar que encontramos salvação — em Cristo.

Por Albert Lee