Porque não sou budista

07-02-2011 00:55

Porque é mandamento de Deus: "não terás outros deuses diante de mim... não farás para ti imagem de escultura... não te encurvarás a elas nem as servirás..." (ex 20.3-5).

Ainda que siddharta gautama, o buda, não seja por eles considerado uma divindade, nem profeta, os budistas creem nele como se fosse um deus, adoram sua imagem e a ele levantam altar e oferendas. Afirmam ter sido ele "iluminado, liberto da ignorância e pleno da suprema sabedoria". A essência do budismo é encontrada no ensinamento das "quatro nobres verdades". Todas elas tratam do sofrimento humano: afirmam que todos os seres estão sujeitos ao sofrimento, que a causa do sofrimento é a ignorância, que essa ignorância pode e deve ser superada e apresenta o "caminho" que conduz à extinção do sofrimento: "o nobre caminho óctuplo". Jesus disse: "eu sou o caminho, a verdade e a vida"(jo 14.6), "eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-à" (jo 10.9). Através de "meditação" e "energia positiva", os budistas buscam em seu interior a realização total dos ensinamentos de buda, o chamado "estado de buda". Não acreditam em alma permanente.


Porque não acredito em reencarnação. Não é bíblica. No budismo, eles acreditam que os mortos passam por etapas de aperfeiçoamento do espírito que se dão através de um ciclo de morte e reencarnação, até que atinjam o "nirvana", ou seja, o estágio mais avançado que o espírito pode alcançar, onde não há mais sofrimento... Afirmam que dalai lama, líder do budismo tibetano, é a décima quarta reencarnação de buda (!).


Porque não acredito em "karma", que diz que as nossas alegrias e sofrimentos não se devem ao acaso nem à vontade de uma entidade toda poderosa, mas é sim, o resultado de nossos atos passados. Da mesma maneira, o futuro dos seres passa a ser determinado pela qualidade positiva ou negativa dos atos presentes...

porque buda é reverenciado, e só o senhor Jesus é digno de toda honra e de toda glória. buda é tido como "grande protetor", "descobridor da verdade", "poderoso", "sábio". Aliás, eles "rezam" o "mantra", que é uma sequência de sílabas geralmente contendo o nome dum buda. Acreditam que serve para "proteger” o espírito das manifestações de ignorância. Conclui-se que eles pensam serem os evangélicos todos ignorantes, por acreditarem na palavra de Deus, a bíblia.


Porque acreditam na existência de três mundos inferiores (infernos, espíritos ávidos e animais) e três mundos superiores (homens, semideuses e deuses)... Acreditam em titãs ou antideuses que batalham com os deuses (como o deus pagão brahma-deva). Para eles, "a estrela da manhã da iluminação" conduz ao "grande caminho". A bíblia diz que satanás era tido como "a estrela da manhã" antes de ser expulso do céu.

Porque defendem uma teoria absurda que diz que para você progredir para "a iluminação" ou "budeidade" você precisa: não ter nascido nos infernos, nem no mundo dos espíritos torturados, nem no reino animal, nem entre os bárbaros, nos deuses de longa vida, nos homens com visões erradas, nem numa "época obscura" durante a qual nenhum Buda apareceu.., nem deficiente mental, enfim, nada que impeça a compreensão do "dharma" (conjunto de ensinamentos escritos e práticos). Contam estórias como essa e como a que informa como o jovem siddharta encontrou a "iluminação": "sentou-se sob uma figueira e jurou para si mesmo que só se levantaria após atingi-la. então, raios de luz começaram a sair de seu corpo e de sua cabeça, atraindo a atenção de mara, o demônio da ignorância. Mara então mandou suas belíssimas filhas para tentarem distrair a concentração de siddharta, mas elas não conseguiram. então mara enviou outros demônios para assustá-lo, mas eles fugiram de medo. Por último, mara jogou flechas, pedras e bolas de fogo, que se transformaram em pétalas e faíscas. mara, cheio de ódio, retirou-se e siddharta continuou a meditar". Dá pra engolir?

Porque os ensinamentos de buda, que aparentemente pareçam bons: não cometer qualquer má ação, sempre praticar o bem e controlar a própria mente, não os salvarão, pois não reconhecem a existência de um único Deus, seu filho Jesus e o espírito santo!


Porque o "dharma" ensina entre outras coisas o seguinte: "não acredite na fé das tradições, por maiores que sejam seus méritos e honras através do tempo e espaço. não acredite na fé dos sábios do passado. não acredite no que você imagina ter vindo de alguma divindade. não acredite em qualquer coisa que venha da autoridade de mestres e sacerdotes". Odeiam a pregação de que se aceitarmos a Jesus cristo seremos salvos, mas se o rejeitarmos estaremos perdidos e condenados. Afirmam: "como saberemos se eles (os cristãos) estão certos?", "só porque afirmam ser a sua opinião, a verdadeira"? Essa resposta é simples: basta um encontro verdadeiro com Jesus. Passar pela experiência de sentir a sua presença e a sua paz, e você não terá mais nenhuma dúvida em seu coração.