Perseguição contra cristãos na América Latina

03-03-2014 17:06

Na América Latina, região de países subdesenvolvidos e com ampla maioria de cristãos (entre católicos e protestantes), há regiões em que os seguidores de Jesus Cristo não são tratados com hospitalidade. Esse alerta é feito pela Missão Portas Abertas, que listou lugares onde há perseguição religiosa que põe o Evangelho na berlinda.

 

A entidade de defesa da fé cristã e de apoio aos missionários ressalta que, mesmo a região abrigando apenas um dos 50 países que mais perseguem cristãos, “alguns países da América Latina apresentam registros de cristãos que são hostilizados por causa de sua fé”.

    O primeiro a ser citado é o México, que tem registrado aumento de perseguição contra cristãos, por conta do antagonismo tribal, que é protagonizado por tribos indígenas que literalmente caçam fiéis, e devido à oposição das igrejas ao crime organizado, que enxerga nos grupos de fiéis uma ameaça.

    A Venezuela é um país onde a perseguição “é quase imperceptível e difícil de compreender claramente”, e se dá através da opressão comunista, que influencia a política. Atualmente, o país beira a guerra civil, com a polarização entre os seguidores do presidente morto Hugo Chávez e os oposicionistas ao regime.

    Cuba, a ilha comandada pelos irmãos Castro, impõe um regime comunista que isola os cidadãos e limita a liberdade religiosa. O atual presidente, Raul Castro, vem proporcionando lentas mudanças na política, o que resultou em pequena melhora às condições para a divulgação do cristianismo. “Antes, os cristãos eram espancados, presos e, por vezes, assassinados; agora, a pressão contra os seguidores de Jesus é, de maneira geral, mais sutil. Ela continua na forma de assédio, vigilância rigorosa e discriminação, incluindo a prisão ocasional de líderes. Cristãos são monitorados, e cultos e eventos da Igreja correm o risco de terem a participação de espiões. Os cristãos também sofrem ameaças e discriminação na escola e no trabalho”, diz o relatório da Missão Portas Abertas.

    Por fim, o mais perigoso país latino-americano para um cristão viver é a Colômbia, 25ª colocada na lista de 50 países onde há mais perseguição religiosa. No último ano, o número de cristãos sequestrados e mortos aumentou. A violência interna faz com que diversos colombianos do interior do país – cristãos ou não – sejam obrigados a abandonar suas casas e buscar abrigo em outras regiões.

 

Fonte: Gospel Mais