Paquistão: Ativista cristão é ameaçado por policiais

31-01-2012 21:53

Waseem Shakir, um ativista cristão, processou um grupo de policiais porque eles haviam insultado a fé cristã com frases desrespeitosas e por isso está sendo ameaçado e perseguido.

Waseem Shakir, um ativista dos direitos humanos e cristão que vive na cidade de Punjab disse ter recebido ameaças por parte de membros da polícia paquistanesa. Tudo aconteceu por ele, anteriormente, apresentou queixas contra policiais por terem insultado a fé cristã com observações depreciativas.

Agora ele teme por sua vida e que, possivelmente, receba represálias vindas dos policiais, pois o caso foi arquivado recentemente.

De acordo com as fontes locais, o vice-inspetor entrou em contato com o irmão de Waseem, Faheem Masih, pedindo que ele convencesse seu irmão a retirar as queixas contra os policiais. Caso contrário, ele disse que Waseem teria que “enfrentar” a polícia.

Um grupo de oficiais entrou em contato com Waseem. Eles o ameaçaram, dizendo que ele teria o mesmo fim que outros ativistas tiveram.

Ele está enfrentando uma grande pressão vinda de vários lados para que retire a queixa que foi feita. Quando ele apresentou a denúncia, os policiais apresentaram uma acusação falsa contra ele, dizendo que ele  havia atacado e atirado contra os policiais.

O juiz analisou as acusações contra Waseem e disse que estava surpreso com o que havia acontecido e contestou se a acusação contra o cristão era verdadeira, por nenhum dos oficiais da polícia estavam machucados.

A prática de intimidar os cristãos para que eles não deponham contra a polícia é muito comum no Paquistão, segundo líderes de igrejas. Ore pela vida de Waseem Shakir, para que Deus o proteja de todo mal e que ele tenha sabedoria para enfrentar essa situação da melhor maneira possível.

 
Fonte: Asia News