O poder do louvor

18-03-2011 15:55

O louvor é poderoso! Quando o pastor escocês Robert Murray McCheyne ficava incomodado com a frieza do seu coração em relação às coisas do Senhor, ele cantava louvores a Deus até que se sentisse reavivado em seu espírito. Muitas vezes quem morava em seu lar podia dizer a que horas ele acordava porque começava o dia com um salmo de louvor.

Um dia, enquanto tentava preparar seu coração para pregar, escreveu em seu diário: “Desejo realmente me tornar santo?… Senhor, Tu sabes todas as coisas… senti tristeza por minhas forças se esvaírem que nem posso lamentar. Aproximando-se o anoitecer minhas forças voltaram. Acalmei o espírito através da oração e [cantando salmos].” Robert recuperou o ânimo louvando a Deus.

Talvez você se sente como se estivesse preso no que John Bunyan, autor do livro O Peregrino, chamou de lamaçal de desespero. Dedique uma canção de louvor ao Senhor. O salmista disse: “Cantarei para sempre as tuas misericórdias, ó Senhor” (Salmo 89:1). Ao cantarmos, o louvor fluirá não apenas dos nossos lábios, mas também do nosso coração. O Senhor se alegra em dar “óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado” (Isaías 61:3)

Sim “é bom e amável cantar louvores ao nosso Deus” — em todo tempo (Salmo 147:1).

Se o seu espírito está angustiado, vista-se com trajes de louvor.

Por  Paul Van Gorder