Júbilo e louvor

01-02-2011 14:01

Leia 2 Coríntios 12.2-10

Alegrar-me-ei e exultarei em ti; ao teu nome, ó Altíssimo, eu cantarei louvores. Salmo 9.2

Durante a vida, há tempos em que nuvens escuras se acumulam, em que não sabemos o que fazer. Deus parece ter desaparecido por completo. Durante um desses períodos em minha vida, decidi que deveria me afastar para pensar. Por isso, parti numa viagem de bicicleta para explorar Hokkaido*. Enquanto pedalava pela estrada nevada da montanha, o vento frio penetrou-me na pele e os dedos ficaram entorpecidos. Estava tudo calmo e quieto como a morte, sem ninguém à volta. "Por que, meu Deus?", gritei, enquanto prosseguia. Exausto, incapaz de pedalar mais, caminhei e levei a bicicleta pela mão. Sentia-me infeliz e derrotado.

Então, sem saber mais o que fazer e com o máximo de projeção da voz, louvei o Senhor. Quando o fiz, meus olhos se abriram para ver o que o Senhor havia feito por mim. E quando ouvi a voz do Senhor dizendo: "A minha graça te basta" (2 Coríntios 12.9), senti como se a neblina à volta do meu coração tivesse subitamente desvanecido. Naquele momento, tive a sensação de que as coisas se estabilizaram e que era tempo de voltar para casa. A luta de quatro semanas havia acabado. Entendi que o louvor é nossa força. Quando não sabemos o que fazer, podemos louvar. Tal como na minha vida, Deus lhe dará força e levará você a uma solução.

PENSAMENTO PARA O DIA

Quando não souber o que fazer, pare e louve a Deus.

Nose Makoto (Tokyo, Japão)